Café Filosófico

Café Filosófico

Um instante de reflexão ao tomar um bom café

É impossível negar que o café faz parte da cultura brasileira, desde muito tempo. Eis os livros de História que não nos enganam, quando nos lembram das grandes fazendas e plantações de café no Século XIX.

Já há algum tempo, os eruditos e amantes da sabedoria fizeram uma combinação que vem dando certo: Os cafés filosóficos.

Herança europeia, quando os cafés parisienses eram ponto de encontro entre intelectuais e poetas, assim também como na capital portuguesa, mais precisamente no Chiado, Fernando Pessoa refletia sobre o assunto "da hora", diante de uma xícara de café, também nós paramos para entrar em contato com o pensamento humano, refletindo a respeito dos problemas atuais e da própria filosofia.

A Faculdade de São Bento de São Paulo, com uma tradição centenária em filosofia – foi fundada em 1908, sendo a 1ª Faculdade de Filosofia do Brasil – juntamente com o Instituto Jacques Maritain promovem o Café Filosófico São Bento.

Tal café é espaço de diversas reflexões acerca de questões que envolvem o comportamento do indivíduo diante das mudanças no mundo contemporâneo. O café ainda visa não apenas discutir sobre os problemas propostos, mas, sobretudo, buscar respostas para os mesmos, assim como o fez em sua época o filósofo humanista cristão Jacques Maritain.

O Mosteiro de São Bento de São Paulo sempre teve um papel preponderante na História paulistana, não perdendo, desde sua fundação em 1598, a promoção dos valores cristãos pela Fé e pela Verdade.

Vale lembrar que o café filosófico não é um momento de descontração, mas sim um instante ímpar de reflexão filosófica.